tibet, again


tibete12

tibete3

Enquanto ali estava, observava quem passava. Surpreendia-se com os olhares que se cruzavam, com a tristeza que não sabia se era a sua ou a de quem a olhava. Em vão julgava que se movia. Por mais que caminhasse, a vida apoderava-se da sua mente. Aquela vontade de percorrer todos os caminhos, pisar cada estrada, a forma como absorvia os detalhes, viajava mentalmente através de rasgos de luz e poemas de cor. Então parava, suspendia o mundo num gesto, voltava a lembrar-se de si e da alegria que era estar ali, naquele momento. Só ali. Tanto que o tinha desejado… E partia novamente.

tibete9

tibete11

tibete13

tibete4

tibete8

tibete5

tibete14

 

tibete10

tibete7

tibete8 (2)

tibete

Advertisements

2 thoughts on “tibet, again

  1. Pingback: 235 « andar de levante

diga lá qualquer coisinha

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s