pick up


Há um ano estive em Mandalay, mas perdi a oportunidade de fotografar os meios de transporte. Desta vez, sabendo que daqui a pouco tempo alguns destes carros, motas, trixós, … serão banidos, coloquei-me na esquina de um cruzamento e tirei dezenas e dezenas de fotos. As pick-up estacionam nas esquinas das ruas, numeradas ao estilo americano. No cruzamento da rua 83 com a 28, param as carrinhas que vão para Pyn-U-Lwin, o próximo destino. Não havia muitas hipóteses: muitas horas de comboio, um táxi partilhado com mais três pessoas (caro), ou duas horas e meia de viagem nas traseiras de uma pick-up. Os lugares da frente são mais caros, mas confortáveis. Como já estavam destinados, fomos na parte de trás, com mais seis pessoas. Uma sorte, porque as viagens de trajeto curto não têm número limite de passageiros.

O que pensámos que se tornasse um pesadelo foi muito divertido. Deu para ver a paisagem, interagir com um velhote que, sentado à minha frente, não percebia uma palavra de inglês e brincava com as minhas tentativas na língua Myanmar. Partilhámos amendoins, rimos, observámos o calor de Mandalay afastar-se à medida que subíamos a montanha, passávamos declives na estrada serpenteante. Chegámos a Pin-U-Lwin, mas a viagem em si poderia ter sido o destino.

Anúncios

One thought on “pick up

  1. Uma das viagens dentro da grande viagem que é todo o teu Verão.Momentos únicos que fazem parte de ti e te tornam tão especial. Tenho saudades, amiga… Mas não tenho deixado de te acompanhar por aqui e de viajar contigo…

diga lá qualquer coisinha

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s