acordar


Ainda me espregiçava, enquanto o corpo se desabituava às formas do colchão. Não sei por quê, mas uma noite passada em casa dos pais sabe sempre mais a descanso.

Acordei cedo, antes de todos. Fui dar um passeio ali por perto. Só as cores tinham despontado nas árvores. Na quinta, o prateado ainda reinava nas plantas, memória da noite que ainda se afastava, lentamente.

Anúncios

diga lá qualquer coisinha

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s