228


agora que as malas estão feitas, nunca mais abro a mochila. nunca – mais. vou passar seis meses na índia com a mesma roupa. quinze quilos de trapos, carregadores e medicamentos. e tralha. para quê??  aposto que ao fim de uma semana a carregar a mochila vou despachar um terço das coisas. para já, tudo me parece indispensável, mas em breve vou ficar contente por me ver livre de um ou dois quilos. aliás, se eu tentar puxar o fecho de qualquer um dos bolsos, sei que o conteúdo vai saltar lá de dentro como se fosse uma daquelas caixas-surpresa. e não conseguirei voltar a colocar lá nem metade…
nesta primeira semana planeio fechar-me no quarto e ler os três livros que trouxe, porque uma-certa-pessoa insistiu, vou decorar as mil e duzentas páginas do guia da índia e ficar doente por alguns dias, para ver se trato de consumir os comprimidos e sais como se não houvesse amanhã. ou abro um centro de saúde.
estes foram os meus pensamentos iniciais quando tive de levar a mochila até ao carro. chegados ao aeroporto, check-in feito e avião rumo a istanbul. vimos um filme que me aconselharam como uma boa introdução à índia: the best exotic marigold hotel. se a índia for mesmo assim, não será nada mau…
ficaremos por istanbul por dois dias. para mim é um regresso e a ansiedade (da boa) vai crescendo. expetativas em cima, pela nostalgia que a cidade me traz sempre, cá chegámos. muito movimento, preços bastante mais elevados –ou a minha memória fez uns descontos… – mas na mesma uma cidade vibrante. viemos mesmo na hora certa: o final da tarde, uma luz mágica, o burburinho do fim do dia de trabalho, o início dos piqueniques no parque. o cheiro a castanhas na chapa. algodão doce  e balões. baklava. café delicioso. risos, movimento, braços entrelaçados, fotos em frente à mesquita azul.
estou mesmo em istanbul!!

Anúncios

2 thoughts on “228

  1. Estou feliz por si que está a fazer a viagem de sonho… estou feliz por mim que não tenho que carregar os 15 kg. Aliás já nem me apetece fazê-lo. O meu tempo de mochila já lá vai… Agora já só quero hoteis de cinco estrelas e carregadores de malas… Mas sem dúvida alguma que esses meus tempos (e infelizmente nunca cheguei à Asia, mas hei-de chegar, tenho a certeza) de mochila são muito responsáveis pelo que sou hoje! Boa viagem… Eu vou-a seguindo por aqui!…

diga lá qualquer coisinha

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s