248


Têm sido uns dias de muita preguiça, a ver a neve cair na distância e a sentir que está quase na hora de mudar de lugar.

Hoje pouco fizemos. O habitual: comer, ler, comer, ler. No intervalo, fomos a uma exposição de fotografia: First Frames, sobre os primeiros e últimos exploradores-fotógrafos do Tibete, antes da invasão chinesa e da destruição massiva dos marcos culturais e religiosos. Como estamos muito perto do Tibete e Leh é uma cidade com centenas de refugiados, a vida quotidiana assemelha-se bastante.

A exposição fez parte do festival Ladakh 2012. Esteve no palácio de Leh, numa ala em ruínas. Para ver as fotografias, atravessámos escadas e pequenos túneis na escuridão, demos cabeçadas em traves que sustentam o teto e apreciámos a vista da cidade antiga através das janelas ainda mais antigas.

Um dia com muita preguiça… a ver os mosteiros adjacentes ao palácio e a fotografar as texturas da idade.

 

 

Advertisements

One thought on “248

diga lá qualquer coisinha

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s