266


um turbilhão inesperado. ao virar da esquina, a luz inundou a rua. um caos de autocarros, pessoas, motas, riquexós, carroças. barulho, confusão, agitação.  a ponte era o centro do domingo. quem passava demorava-se consoante o que queria comprar. o bazar fervilhava – vozes, preços, cores a apregoar. a variedade é sempre discutível. cada secção vende um tipo de artigos. há a rua dos vegetais e frutos, a da roupa, a do peixe e tantas outras. cada uma com as suas características. a última, já no final do passeio, tinha outra atracção, que fazia os homens parar: televisões com o campeonato de críquete, o desporto de cada rua, ao fim da tarde, quando o sol aquece a pele e a luz lembra que mais um dia termina.

Este slideshow necessita de JavaScript.

Anúncios

diga lá qualquer coisinha

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s