306


306 (10)_p 306 (8)_p

chegámos um dia antes da festa. calangute e baga são uma confusão de gente, carros, motas e scooters.

nas outras zonas, está tudo ainda a ser preparado. os restaurantes quase a abrir, as lojas quase prontas, os hotéis quase preparados para a época alta. quando encontramos um bom lugar, o jantar é servido ao som de marteladas, máquinas de cortar e soldar.

na praia, os bares ainda estão a ser reconstruídos. os serrotes atarefados não nos dão alternativa: há que passear pelas areias escuras de morjim,

apreciar os barcos que descansam na areia,

os miúdos que jogam futebol depois da escola,

ver o pôr do sol em chapora.

Anúncios

One thought on “306

  1. Ritinha
    Não me esqiueci de ti e vou-te seguindo a par e passo… Só não tenho tido muito tempo para comentar. Está na altura de submeter os meus projetos e o traabalho vai-se acumulando sem que possa fazer nada. Assim que passar este tempo terível eu escrevo. Adorei Goa, um local onde sempre sonhei ir! Obrigado por me tres mostrado um bocadito do sonho.
    Assim que puder escrevo com tempo. Um beijiho grande e boa viagem por aí!
    Luz

diga lá qualquer coisinha

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s