neve!


neve (7)

acordei para o frio. muito frio. as mãos gelaram enquanto colocávamos as malas na bagageira, os ouvidos mal ficavam tapados pelo gorro e as camadas de roupa quente pareciam insuficientes. o dia preparava-se para nos dar umas sete horas num carro num dia cinzento. mas começou a chuviscar… neve!!!

neve (1)

neve (3)

onde cresci, no alentejo, não há neve. a sério, não há mesmo. foi assim que justifiquei o facto de andar aos saltinhos pelo jardim, sair do carro sempre que parávamos e tirar as luvas. e provar um bocadinho de um bloco de gelo.

NEVE!!

neve (6)

neve (5)a

Anúncios

diga lá qualquer coisinha

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s